logo negativa

A saúde mental e o residente médico

Saiba mais sobre a saúde mental e o residente médico e as suas implicações na residência médica.

Longas jornadas, escasso descanso e ambiente apressado – essa é a realidade do residente médico. Mas em meio a tantas obrigações, como fica a saúde mental do residente médico? Descubra mais abaixo.

A cada dia que passa, fica mais evidente a relevância da saúde mental em todos os aspectos da vida humana. Quando consideramos a conexão entre o bem-estar psicológico e o ambiente profissional, essa importância ganha ainda mais força, considerando que a depressão é a principal causa de afastamento, segundo dados da OMS.

No cenário atual, os distúrbios mentais classificam-se como o terceiro maior motivo de afastamento do trabalho no Brasil. Essa problemática abrange diversas áreas, incluindo a medicina, especialmente no início da carreira. Estudos apontam uma alta incidência de depressão e ansiedade entre estudantes de medicina e residentes, destacando a necessidade de atenção apropriada desde o período de graduação.

O médico residente e a saúde mental.

O período de residência pode se tornar propício ao desenvolvimento de transtornos mentais devido às condições enfrentadas pelos médicos em formação, tais como:

  • Alterações na vida pessoal e profissional;
  • Pressão do ambiente hospitalar;
  • Responsabilidade após obtenção do diploma e registro profissional;
  • Carga horária de até 60 horas semanais;
  • Escassez de tempo livre;
  • Qualidade de sono reduzida e alimentação inadequada.

Os residentes frequentemente enfrentam situações de sobrecarga e podem carecer do apoio necessário da equipe e do preceptor, que por vezes não estão adequadamente preparados para orientar e educar os residentes.

A saúde mental e o reflexo no aprendizado do residente médico.

Um residente com saúde mental afetada pode ter uma percepção distorcida da residência, resultando em exaustão, desinteresse e autoquestionamento. Esse estado pode levar a um cuidado deficiente do paciente e prejudicar significativamente o processo de aprendizado.

O que fazer?

As instituições que oferecem programas de residência médica devem estar cientes do impacto da saúde mental dos residentes, tanto no processo de aprendizado quanto na qualidade dos cuidados prestados aos pacientes.

Por isso, é de vital importância que essas instituições estabeleçam redes de apoio para prevenir transtornos mentais. Isso ajuda a identificar e abordar mudanças comportamentais precocemente. Adotar hábitos saudáveis, como alimentação equilibrada, exercícios físicos, sono de qualidade e momentos de descanso e lazer, também desempenham um papel crucial na prevenção desses distúrbios.

Saúde mental ao longo da carreira do médico!

A preocupação com a sobrecarga não se restringe à residência médica. Atualmente, muitos médicos buscam múltiplos plantões para manter um alto padrão de vida, porém negligenciam o crucial descanso físico e mental. Para evitar essa armadilha é necessário utilizar a gestão financeira com medida preventiva.

Invista na sua independência financeira em prol do seu bem-estar!

Desperte sua independência nos primeiros anos de carreira e colha os frutos no futuro: menos trabalho, mais qualidade de vida. A jornada começa agora. Não espere mais , clique no botão abaixo e  construa seu caminho para uma vida melhor hoje!

Facebook
LinkedIn

Confira mais dicas para turbinar a sua carreira

Como o médico pode multiplicar o seu salário?

Como o médico pode multiplicar o seu salário? Descubra oportunidades, além da atuação médica, que podem alavancar os ganhos dos médicos. Continue lendo para descobrir como o médico pode multiplicar seu salário.

Leia mais »

41.628.525/0001-53

Abrir bate-papo
Escanear o código
Olá 👋
Dr(a), como podemos agilizar a sua vida hoje?